sábado, 3 de dezembro de 2011

Contos e causos do Índio - Neri, o filho de Amaberia

Daqui nada se leva, mais pra essa vida, muita coisa se trais.
Não importa si é di agora, ou di muito tempo pra trais
As veis ando sozinho, nôtras tô só, na murtidão.
No meio da gentarada, não passo de um lôco na solidão.
Lá na aldeia era tão diferenti di cá na cidade, no meu lugá fui querido pelos véios, criançada e mocidade.
Aqui tô tão perdido que nem sei a minha idade. Nóis saímo di lá sem sabê onde ia chegá.
Otras crianças, na istrada também si perdero feito eu, nóis fugimo do fogarél, mais tanta gente foi ingulida por ele.
Parecia o inferno devorando tudo no meio da gritarada. Dava tanta dó, até vó morreu queimada.
Procuro pela mãe, chamo ela, preciso dela, mais parece que Amaberia fogi di mim e não vem, acho que é por causa disso a minha loucura, sem ninguém.
Sou Neri Jori Francisco Jovino, fio da índia Amaberia com Jovino do Nordeste.

Autor : Neusir - Índio

Um comentário:

  1. Li seu conto, gostei muito, Sucesso. Um Abraço. Magali Bera.

    ResponderExcluir